Olhos de Jade, de Vitória e de Clara

Ver a imagem de origem
Foto do site da Editora Pendragon ❤

Resenha escrita em 5 de junho de 2021, dias após o final da leitura! Espero que gostem 🙂

“Olhos de Jade é como o próprio Livro de Magnus, citado na trama. Me rende respostas, mas também me deixa com mais dúvidas. Me encanta e me amedronta. Me eleva a fantasia e me choca com realidades muito bem conhecidas. Me apaixona e me faz odiar também.

O primeiro livro da trilogia escrita pela autora @vicavitoria começa a contar a história de Jade, essa órfã a quem coisas cada vez mais estranhas acontecem e a quem pesadelos (sempre os mesmos) fazem visitas noturnas.

A verdade sobre quem (e o que) é a Jade é só o começo de uma longa jornada a ser trilhada pela protagonista da trilogia.

Narrado em primeira pessoa, o livro é maravilhoso de se ler. Super passível de ser devorado de uma vez só. Eu não cheguei a fazer isso porque li um pouquinho por dia na Leitura Coletiva (#LCOLHOSDEJADE para sempre no meu <3) realizada em parceria com a autora e a lindíssima @apaixonadaporpagin e adorei essa experiência, que me preparou e me deixou ansiosa pela continuação.

Em Olhos de Jade não só conhecemos os personagens que se tornam queridos dos leitores como também conhecemos mais do mundo (e sua magia) através de histórias, que vão se sobrepondo e entrelaçando.

Olhos de Jade é sobre uma garota determinada e de gênio forte que se descobre pertencente a esse reino antigo, escondido no centro da terra, onde vivem em paz e harmonia (ou não) criaturas fantásticas já conhecidas, mas que na escrita da autora ganham características próprias.

Nesse livro, vampiros, lobisomens, sereias, bruxas e até mesmo zumbis aparecem de uma forma inovadora, única e divertida.

Ninguém nunca é velho ou sisudo demais para imaginar, e se tem algo que esse livro te estimula é a imaginar essas criaturas sob o olhar da Jade e as descrições que ela proporciona.

A Jade é uma personagem dessas super fáceis da gente se conectar, assim como são também Igor, Dara, Lara e o “DJ-Eison” (piada interna para quem estava na LC). Todos eles são verossímeis nas suas reações frente a adversidade e as desventuras com as quais são presenteados.

Olhos de Jade é um livro que eu paquerava desde seu lançamento, mas que parece ter se guardado para um momento especial -uma leitura especial com pessoas especiais… Os tempos distópicos que vivemos pedem o respiro da fantasia e a leveza e ironia de uma adolescente que está cansada do anormal.

A Jade é divertida, cativante e acima de tudo, mais poderosa do que imagina. A parte incrível nisso é: a Jade tem um pouco da gente nela, ou pelo menos do que queremos ser – poderosos, donos do próprio destino e independentes do passado.

O livro 1 da trilogia já reúne em si algumas das melhores coisas do gênero fantasia e mescla a magia das criaturas que nele são apresentadas a uma intriga palaciana que vem de forma leve, espontânea.

A escrita da autora, que é fluida e jovial, só tende a melhorar com o tempo e a maturidade. O próximo livro promete ser ainda mais bem escrito!

Recomendo a leitura para todos que já tenham 14 anos ou mais (bem mais no meu caso) justamente porque não é um livro de fantasia só para quem aprecia o gênero.

A classificação indicativa só é essa por conta de uma ou duas cenas que usam um vocabulário bem adolescente e tratam de assuntos que fazem parte do mundo dos jovens – que sim, adoram beber. Menos a Jade. A Jade é sensata.

Olhos de Jade me soou uma porta de entrada perfeita para outros livros e um início ótimo para a trilogia, que promete só melhorar na sua escrita e nível de detalhes.

Aproveito para parabenizar a autora por ter escrito uma história tão rica ainda tão jovem e por ser tão carinhosa em relação a seus personagens. Nós leitores sentimos esse carinho. Não é à toa que a gente se apaixona.

Inclusive, PS: quero um Igor pra chamar de meu.

É isso… Terminei de ler Olhos de Jade já tem alguns bons dias, mas demorei muito para finalizar essa resenha. Talvez justamente porque queria me sentir em Magnus por mais algum tempo.

Hoje encerro essa leitura e guardo a Jade na estante, perto da Alys, mas não sem antes recomendar a todos vocês que procurem conhecê-la.

Ler Olhos de Jade é ver o mundo através dos olhos dessa personagem maravilhosa, mas também é ler através da imaginação de uma autora incrível e é, ainda, se deixar encantar pelo que nossa própria mente produz.

É isso, espero que vocês tenham a oportunidade de ler esse livro e não deixem de me contar o que acharam! Estou disponível pra bater papo seja aqui ou insta (@aclarabarreiros)! Você descobre como me encontrar em outras redes na página “contato” aqui do blog ❤

2 comentários em “Olhos de Jade, de Vitória e de Clara

  1. Que resenha incrível! Amei essa história tbm. Super ansiosa pela continuação! (Espero q tenha uma LC dessa pq foi maravilhosa demais)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: